Rótulos Nutricionais: Você sabe o que está comendo?


Por Thaís Rosa (Nutricionista do Método Ravenna)

 

informaes_nutricionaisNão é nada fácil decifrar os rótulos nutricionais dos produtos que consumimos e levamos para nossas casas. Inúmeras informações e nomenclaturas são, muitas vezes, incompreensíveis.

Porém, entender os rótulos nutricionais é importante para determinar um consumo consciente dos alimentos, auxiliando na decisão da compra.

No Brasil, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) é o órgão responsável pela regulação da rotulagem de alimentos. Ela estabelece as informações que um rótulo deve conter, visando à garantia de qualidade do produto e à saúde do consumidor.

Todos os alimentos e bebidas produzidos, comercializados e embalados na ausência do cliente, tem a rotulagem condição obrigatória para venda. Em alimentos como água, bebida alcoólica, frutas, ervas, vegetais, carnes in natura, sal e alimentos expostos ao consumo, como em restaurantes, a rotulagem passa a ser opcional.

Fiquem atentos para alguns critérios que podem te apoiar na hora de verificar o rótulo nutricional:

  • Porção

É a quantidade média do alimento que deve ser usualmente consumida por pessoas sadias, promovendo a alimentação saudável.

  • Medida Caseira

Indica a medida normalmente utilizada pelo consumidor para medir alimentos. Por exemplo: fatias, unidades, pote, xícaras, copos, colheres de sopa.

  • %VD

Percentual de Valores Diários (% VD) é um número em percentual que indica o quanto o produto em questão apresenta de energia e nutrientes em relação a uma dieta 2000 calorias.

  • Ingredientes

Informa os ingredientes que compõem o produto. São apresentados em ordem decrescente de quantidade, isto é, os primeiros estão sempre em maior volume.

Essas são algumas informações que podem apoiar o entendimento dos rótulo de alimentos, entre outros dados como, por exemplo, o prazo de validade.

BÔNUS: Qual a diferença entre um alimento “Diet” e “Light” ?

“Diet”: Também podem ser apresentados como “Zero”. São produtos que apresentam na sua composição quantidades insignificantes ou são totalmente isentos de algum nutriente.

“Light”: São os produtos que apresentam a quantidade de algum nutriente ou valor energético reduzida quando comparado ao alimento convencional. Para um produto ser considerado Light, a redução deve ser de pelo menos 25% .

Os itens excluídos ou reduzidos na sua maioria são calorias, gordura, açúcar ou sal.

 

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *